Edição especial para os 150 anos de Alice: box Alice + Alice

Por Fernanda Sarate

Em 2015, o clássico criado por Lewis Carroll completa 150 anos. Confira o que achamos do box Alice + Alice, lançado pela editora Cosac Naify e saiba mais sobre o universo de Alice no País das Maravilhas.

Independentemente de gosto, Alice no País das Maravilhas é um clássico da literatura. Mas, agora, falando de gosto? Vou confessar e vocês podem me julgar em 3, 2, 1: sou fã do livro e do universo criado por Lewis Carroll.

E 2015 é um ano muito especial para pessoas que partilham desse gosto: este é o ano em que a obra completa 150 anos.

box_alice_alice

Box Alice + Alice, da editora Cosac Naify

Com isso, edições lindíssimas foram lançadas mundo afora. No Brasil, a que mais que chamou atenção e que, vejam só, ganhei de desaniversário (!) foi a da editora Cosac Naify. Trata-se do box Alice + Alice, que traz os dois volumes da saga de Alice: Alice no País das Maravilhas e o nem tão conhecido Alice através do espelho e o que ela encontrou por lá.

O que essa edição tem de interessante?

Continuar lendo

Anúncios

Série Mundo de Oz: o resgate do universo criado por Baum

Por Fernanda Sarate

Série Mundo de Oz traz livros de L. Frank Baum, até então inéditos no Brasil.

Sempre fui fã de O Mágico de Oz. Fico encantada com a construção magnifica que L. Frank Baum fez de todo um universo com códigos e características tão próprios. As personagens são cativantes, os diálogos, embora simples, contêm alguns jogos interessantes de se desvendar.

Assim, na 4ª Odisseia de Literatura Fantástica, que ocorreu neste ano em Porto Alegre, entre diversos atrativos, um dos momentos que mais gostei foi o bate-papo “O outro lado de Oz”, com os queridos Bruno Anselmi e Carol Chiovatto. A Carol é a tradutora da série Mundo de Oz, da editora Vermelho Marinho e o Bruno é co-editor de uma coleção interessantíssima dessa mesma editora que resgata grandes obras da literatura que, por algum motivo, ficaram esquecidas no tempo.

Você pode estar pensando: o que uma obra tão conhecida quanto O Mágico de Oz está fazendo nessa coleção de obras esquecidas? A verdade é que, apenas o primeiro livro da série criada por Baum é, fato, familiar do grande público.

serie_mundo_de_oz


Você sabia que Baum escreveu 14 livros sobre Oz?

Continuar lendo

Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently, de Douglas Adams

Por Fernanda Sarate

“Um colossal épico cômico musical romântico policial de horror sobre viagens no tempo, fantasmas e detetives.” – O autor.

Antes de prosseguirmos número 1:

é importante dizer: sou fã do Douglas Adams, então saiba que este não é um post imparcial. 🙂

Antes de prosseguirmos número 2:

Um pouco sobre Douglas Adams

Douglas Adams, escritor inglês, nascido em 1952, é mundialmente conhecido por sua série O Mochileiro das Galáxias. Além disso, ele escreveu esquetes para o Monty Python’s Flying Circus e episódios para a série Doctor Who (da qual também foi editor de roteiros). Adams  escreveu um dicionário de palavras inventadas, The Meaning of Liff e participou da produção de games como Bureaucracy e Starship Titanic. Em 25 de Maio comemora-se o Dia da Toalha, ou Dia do Orgulho Nerd, também em homenagem ao Mochileiro das Galáxias e a seu autor. Neil Gaiman (sim, Neil Gaiman!) escreveu um livro sobre Adams e sua obra, Não Entre Em Pânico: Douglas Adams & O Guia Do Mochileiro Das Galáxia.

Agora que você já sabe um pouquinho sobre o porque ele é incrível, podemos seguir. 🙂

O livro

Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently foi originalmente publicado em 1987, seguido por The Long Dark Tea-Time of the Soul, sua sequência, em 1988. Conforme o próprio autor, o livro é um “colossal épico cômico musical romântico policial de horror sobre viagens no tempo, fantasmas e detetives”. #DouglasAdamsSendoDouglasAdams 🙂

agencia_de_investigacoes_holisticas_dirk_gently

No livro, lançado neste ano pela Editora Arqueiro, Richard MacDuff, um engenheiro de computação perfeitamente normal (exceto, talvez, pelo fato de ter um sofá preso no meio do lance de escadas que leva a seu apartamento) deixa uma mensagem na secretária eletrônica de sua namorada, Susan, da qual arrepende-se logo em seguida. Assim, ele toma a decisão mais sensata e natural possível: escalar o prédio de Susan para invadir o seu apartamento e roubar a fita com a gravação.

Continuar lendo