Participe da antologia Vindos de Outros Planetas

Por Fernanda Sarate

Mais uma dica para quem é ou pretende ser escritor: está aberta a seleção para participação na antologia Vindos de Outros Planetas! Confira abaixo o regulamento e solte a imaginação!

antologia_vindos_de_outro_planeta

REGULAMENTO ANTOLOGIA VINDOS DE OUTROS PLANETAS

Continuar lendo

Anúncios

A filha do Norte

Por Fernanda Sarate

A filha do Norte, livro de estreia da autora parceira Luisa Soresini, é uma narrativa empolgante de literatura fantástica. Mistura de fantasia, aventura, suspense, literatura fantástica e contos de fadas, o livro  é boa fonte de entretenimento, cativa por seu estilo e instiga por sua narrativa. Confira nosso post completo e saiba mais sobre a obra!

A_filha_do_Norte

 

 

Sinopse

Tudo começa quando Michelle e Meredith saem para ver as flores. Uma tempestade faz com que Michelle se perca. Desnorteada, sai em busca de ajuda e avista uma mansão enorme e antiga. Pensando não haver ninguém na casa, a menina entra no local para se abrigar e é surpreendida ao ser recebida por uma governanta tão sinistra Continuar lendo

Toda luz que não podemos ver

Por Fernanda Sarate

Toda luz que não podemos ver é um romance sensível que tem como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial. Vencedor do prêmio Pulitzer de ficção de 2015, é uma leitura tocante sobre esperança, livre-arbítrio, generosidade e os horrores da guerra.

Sinopse

Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu.

Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.

Uma história arrebatadora contada de forma fascinante. Com incrível habilidade para combinar lirismo e uma observação atenta dos horrores da guerra, o premiado autor Anthony Doerr constrói, em Toda luz que não podemos ver, um tocante romance sobre o que há além do mundo visível.

(Fonte: Editora Intrínseca)

toda_luz_que_nao_podemos_ver

Nossa avaliação

Continuar lendo

Participe da antologia Sombras da Bomba

Por Fernanda Sarate

Divulgamos mais uma oportunidade para os escritores de plantão: confira o regulamento para participar da seleção para a antologia Sombras da Bomba.

 Sombras da Bomba

Primeiro veio a luz, que ofuscou o sol com o poderoso brilho de muitos megatons, depois veio o som, como o estrondoso rugido de um deus furioso, gritando contra a insanidade humana. A coluna de fumaça e fogo ganhou os céus nascendo da terra, agora morta, formando o arco belo e mortal de um cogumelo radioativo que assombrará gerações. Estas são histórias dos olhos e almas que sobreviveram e que caminham em um mundo mergulhado nas sombras da bomba!

sombras_da_bomba

REGULAMENTO ANTOLOGIA SOMBRAS DA BOMBA

Continuar lendo

Entrevista com a autora e editora Mônica D’Olliveira

Por Fernanda Sarate

Confira a entrevista com  Mônica D’Olliveira, que conta um pouco de sua trajetória e dá dicas para quem quer ser escritor.

Sinopse de Rodopios

Ao longo da vida, registramos para o mundo fragmentos de nossas almas em rabiscos expressivos que algumas vezes se perdem na correria. Mas não somem. Eles pairam sobre nós em suave rodopio.

Rodopios reúne poemas, contos, crônicas e pensamentos, alguns guardados quase escondidos, outros publicados aqui e ali, alguns ainda inéditos.

Fonte: Editora Filhos do Vento.

Recebemos o e-book Rodopios por meio de nossa parceria com a Editora Filhos do Vento. Rodopios traz textos curtos com críticas delicadas sobre nosso ritmo e valores, que podem nos levar à indesejada correria de uma vida vazia.

Convidamos a autora, Mônica D’Olliveira para nos contar mais sobre seu processo criativo, sua obra e para dar dicas para quem quer ser escritor.

Rodopios

Entrevista

Continuar lendo

João & Maria na visão de Neil Gaiman e Lorenzo Mattotti

Por Fernanda Sarate

 O escritor britânico Neil Gaiman e o ilustrador italiano Lorenzo Mattotti recriam um dos contos de fadas mais conhecidos e adorados: João e Maria. Em uma versão com ilustrações sombrias e narrativa delicada, tópicos como o abandono, a guerra, a fome e o canibalismo são tratados com maestria pela dupla.

joaoemaria_neil_gaiman

 

Primeiramente, vamos conhecer um pouco mais sobre a dupla?

Neil Gaiman

Neil Gaiman é um escritor britânico, famoso por obras como Sandman, Stardust, Deuses Americanos, entre tantas outras. Já escreveu roteiros para a Marvel, DC Comics e diversas séries de TV, como Doctor Who. Gaiman é casado com a artista Amanda Palmer. Ah, um atributo muito importante: ele é, ainda, um dos meus escritores preferidos! 😉

Lorenzo Mattotti

Lorenzo Mattoti é um artista gráfico italiano. Formado em arquitetura, decidiu desde cedo trabalhar na indústria de quadrinhos e com ilustração. Como ilustrador, já teve trabalhos publicados em revistas conceitudas de diversos segmentos. Recebeu o Eisner Award em 2003 pela graphic novel Dr. Jeckyll & Mr. Hyde.

Sinopse

O prestigiado escritor Neil Gaiman e o brilhante ilustrador Lorenzo Mattotti se encontram para recontar o clássico João e Maria. Familiar como um sonho e perturbador como um pesadelo, o conto narra a saga de dois irmãos que, em tempos de crise e falta de esperança, são abandonados pelos próprios pais e precisam enfrentar com coragem os perigos de uma floresta sombria.

Em um texto poético, Gaiman revive a tradição dos contos de fada, dando profundidade à aventura dos irmãos, mas sem abandonar a autenticidade e o talento único de mesclar realismo e fantasia que o transformaram em um dos maiores autores de sua geração. Mattotti, por sua vez, dá um ar inteiramente novo ao clássico. Seus traços criam um jogo de luz e sombra, permitindo que o leitor desvende aos poucos a imagem, assim como os segredos da história de João e Maria.
(Fonte: Editora Intrínseca.)

Nossa avaliação

Conforme o filósofo Walter Benjamin, contar histórias sempre foi a arte de contá-las de novo. E Gaiman mostrou-se um ótimo adaptador recontando esse clássico já tão conhecido. É importante dizer que o escritor preservou bastante do conto imortalizado pelos irmãos Grimm, não há grandes alterações. Entretanto, a cada parágrafo é possível observar o humor e a sagacidade característicos de Gaiman.

Assim como o conto original, essa pode ser uma história sombria. Há quem considere sombria demais para o público infantojuvenil. Gaiman defende que é importante o público mais jovem ter contato com histórias assim: “Eu acho que se você é sempre protegido das coisas sombrias você não tem como se proteger, conhecer ou compreender as coisas obscuras quando elas aparecem. Eu acho que é realmente importante mostrar o sombrio para as crianças e, nesse processo, mostrar também que essas coisas podem ser derrotadas, que você tem o poder. Diga-lhes que você pode lutar. Diga-lhes que você pode ganhar. Porque você pode, mas você tem que saber isso”, afirma. A opinião do escritor vai ao encontro do que afirma o psicólogo Bruno Bettelheim, que contribuiu para o entendimento da importância dos contos de fadas para o desenvolvimento emocional das crianças. Conforme Bettelheim, as boas histórias para esse público são aquelas que, enquanto divertem, oferecem esclarecimentos sobre elas mesmas, favorecendo o desenvolvimento de suas personalidades. Assim, o conto de fadas dá a certeza de que os problemas existem, mas mostram que eles podem ser resolvidos. Embora contem com elementos mágicos, os problemas que desencadeiam as tramas são reais. É o caso de João e Maria, que aborda temas como o abandono, a guerra, a fome e até mesmo o canibalismo.

Ilustração de Lorenzo Mattotti

Ilustração de Lorenzo Mattotti

As ilustrações são densas e profundadas, a edição é caprichadíssima, com capa dura e papel especial. Uma curiosidade: Lorenzo Mattotti criou as ilustrações em 2007, para uma exposição comemorativa de João e Maria. Neil Gaiman baseou-se, então, nessas imagens para criar os textos do livro.

O texto de Gaiman é fluido, criativo, sarcástico e bem-humorado. O escritor tem um talento especial para falar com delicadeza sobre qualquer tema. O livro possui apenas 56 páginas, mas oferece uma opção completa de imersão no universo da história e de entretenimento para pessoas de todas as idades.

Livro: João & Maria
Autor: Neil Gaiman
Ilustrador: Lorenzo Mattotti
Tradutor: Augusto Calil
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 56

Classificação:

barney_stinson_final

 

Neil Gaiman + conto de fadas + ilustrador mega talentoso + edição linda da Intrínseca = Legen – wait for it – dary!

Concurso literário teslapunk

Por Fernanda Sarate

Você gosta de escrever e se interessa por ficção científica? Saiba como participar de uma antologia de contos promovida pela editora Madrepérola e o escritor Maurício Coelho!

O que é teslapunk

Trata-se de um subgênero da ficção científica, derivado do steampunk. O foco do teslapunk é o uso irrefreado da recém descoberta energia elétrica.

Para saber mais sobre o gênero

BARREIROS, João (org). Lisboa no ano 2000. Lisboa: Saída de Emergência, 2013.
FRACTION, Matt. The Five Fists of Science. ImageComics, 2006.
O Grande Truque. Dir Christopher Nolan. Warner Bros., 2006. Filme.
TESLA, Nikola. Minhas invenções. São Paulo: UNESP, 2013.
TESLAPUNK. Disponível em: https://www.wattpad.com/2435326-sf-sub-genre-definitions-teslapunk (inglês)
TKXIII: Tesla Punk. Disponível em: https://www.wattpad.com/story/31942822-tkxiii-tesla-punk (inglês)

A antologia

Para comemorar os 160 anos do cientista Nikola Tesla, a editora Madrepérola e o organizador Maurício Coelho abrem o edital para submissão de contos da antologia Teslapunk: contos de realidades alternadas.

teslapunk

Confira o edital:

1 DA INSCRIÇÃO

1.1. A antologia Teslapunk é promovida pela Madrepérola Editora, em parceria com o autor Maurício Coelho.

1.2. Poderão participar da antologia todas as pessoas físicas maiores de 18 anos, ou menores com permissão do responsável, residentes legais no Brasil, bem como residentes no exterior.

1.3. A participação se dará da seguinte forma:

1ª Etapa:

Envio do texto na seguinte formatação: fonte Times New Roman, tamanho 12,  espaçamento entre linhas 1.5 e texto justificado para o email: coletanea2016@gmail.com junto com uma minibiografia de até cinco linhas e contato com o autor do dia 12/01/2016 até 30/04/2015;

2ª Etapa:

Caso seu texto seja aprovado pelo organizador, o mesmo entrará em contato com o autor.

2 DA ACEITAÇÃO DOS CONTOS

2.1. Serão aceitos apenas contos em língua portuguesa, com limite de 13 mil caracteres com espaço.

2.2. Não serão aceitos fanfics.

2.3. Os textos devidamente formatados deverão ser enviados para o email: coletanea2016@gmail.com com o assunto CONTO PARA TESLAPUNK, seguido do nome do autor.

3 NÃO SERÃO ACEITOS CONTOS QUE

(a) possam causar danos a terceiros, seja através de difamação, injúria ou calúnia, danos materiais e/ou danos morais;

(b) ofendam a liberdade de crença e as religiões;

(c) contenham dados ou informações racistas ou discriminatórios;

(d) façam propaganda eleitoral ou divulguem opinião favorável ou contrária a partidos ou candidatos;

(e) tenham sido produzidos por terceiros;

(f) que não venham formatados nas normas estabelecidas por esse regulamento e descritas no item 2.1.

4 DOS CONTOS

4.1. Os contos inscritos serão analisados e selecionados mediante avaliação do profissional nomeado pela organização da antologia, cujas decisões serão soberanas e irrecorríveis. A avaliação se dará com base nos seguintes critérios:

(a) criatividade e originalidade do enredo;

(b) adequação do enredo ao universo ficcional do livro

(c) impacto do conto e qualidade dos recursos narrativos utilizados.

4.2. Ao se inscrever na Antologia o autor autoriza automaticamente a veiculação de seu conto.

4.3. Um determinado conto poderá ter mais de um autor, num número limite de dois.

Um determinado autor não poderá participar da mesma antologia com mais de um conto.

4.4. Só serão aceitas inscrições através dos procedimentos previstos neste regulamento.

Os dados fornecidos pelos participantes, no momento das inscrições, deverão estar corretos, claros e precisos. É de total responsabilidade dos participantes a veracidade dos dados fornecidos ao organizador.

4.5. Em caso de fraude comprovada, o conto será excluído automaticamente da antologia.

5 DA PUBLICAÇÃO

5.1 A inscrição do conto é gratuita.
5.2 Não há taxa a ser paga para que o conto do autor seja publicado.
​5.3 A antologia será publicada em meios digitais.

6 OUTRAS INFORMAÇÕES

6.1. Dúvidas relacionadas a esta antologia e seu regulamento poderão ser enviados para o e-mail: coletanea2016@gmail.com com o assunto DÚVIDAS TESLAPUNK

6.2. Todas as dúvidas e casos omissos neste regulamento serão analisados por uma comissão composta pela equipe organizadora e sua decisão será irrecorrível.

6.3. Para todos os efeitos legais, os participantes da presente antologia, declaram ser os legítimos autores dos contos inscritos e garantem o ineditismo dos mesmos, isentando o organizador de qualquer reclamação ou demanda que porventura venha a ser apresentada em juízo ou fora dele.

6.4. O organizador reserva-se o direito de alterar qualquer item deste Regulamento, bem como interrompê-la, se necessário for, fazendo a comunicação expressa para os participantes.

6.5. A participação nesta antologia implica na aceitação total e irrestrita de todos os itens deste regulamento.

7 RESULTADOS

7.1. Os nomes dos selecionados da antologia Teslapunk serão divulgados no dia 02/05/2016 no site da Madrepérola Editora e na página do organizador Maurício Coelho.

Aproveitem a oportunidade – e a energia elétrica 😛 – e participem!