Dois filmes do Fantaspoa: Apagados e Prisioneiro X

Por Fernanda Sarate

O Fantaspoa, festival de cinema fantástico que ocorre em Porto Alegre, é uma ótima oportunidade para conhecer filmes inéditos e diferentes. Conto aqui sobre dois filmes que vi neste ano: Apagados e Prisioneiro X.

Filmes que flertam com o fantástico sempre me atraíram. Então, podem imaginar como um festival dedicado apenas a filmes de ficção científica, horror, fantasia mostra-se um prato cheio. Sobretudo, porque boa parte dos filmes é inédita e, ainda, muitos deles podem ser vistos em sessões comentadas com seus respectivos diretores ou outros membros da equipe de produção. Estou falando sobre o Fantaspoa, festival de cinema fantástico que ocorre desde 2005 em Porto Alegre.

Neste ano, até o momento, assisti a dois filmes com premissas interessantíssimas (no ano passado, nossa equipe fez um curso sobre efeitos especiais no cinema independente, veja aqui como foi). Continue lendo e saiba mais sobre Apagados (Embers) e Prisioneiro X (Prisoner X).

cartaz filmes Apagados e Prisioneiro X

Continuar lendo

Anúncios

Curso Sangue e Cinema: Efeitos Especiais no Cinema Independente

Por Fernanda Sarate

Saiba como foi o curso que fizemos com a equipe do Cinelab e confira algumas dicas de como produzir efeitos criativos tendo baixo orçamento!

Todo o fã da sétima arte já deve ter se questionado ou sentido curiosidade sobre o modo como os efeitos especiais são produzidos. Claro, nas grandes produções com grandes orçamentos, é fácil imaginar que haverá técnicos e técnicas super modernas para que “a mágica aconteça”. Mas, e no cinema independente?

Curso Sangue e Cinema: Efeitos Especiais no Cinema Independente

curso_armando_kapel_raphael

Armando Fonseca, Kapel Furman e Raphael Borghi

 

No último final de semana, a nossa equipe sanou um pouco dessa curiosidade, participando do curso Sangue e Cinema: Efeitos Especiais no Cinema Independente, ministrado por Kapel Furman, Armando Fonseca e Raphael Borghi, durante o Fantaspoa. O trio tem bastante experiência com filmes de ação e de terror e com o chamado cinema de guerrilha (cinema independente que propõe linguagens e temáticas inovadoras, normalmente associadas ao gênero fantástico). Além disso, eles comandam o Cinelab, do Universal Channel – programa que mostra como realizar efeitos especiais com poucos recursos e muita criatividade.

No curso, eles deram algumas dicas de como produzir, de modo geral, cinema de forma independente. Kapel, Armando e Raphael foram enfáticos em reforçar que, para produzir de modo independente e com baixo orçamento, o segredo é que toda a equipe seja curinga, que todos tenham, ao menos, uma noção sobre equipamento cinematográfico e que todos os profissionais se ajudem.

Outra dica foi que, embora muitas vezes se tenha ideias incríveis na cabeça, é necessário se desprender do que é impossível, naquele momento ou contexto, de ser executado.

Para produzir filmes com qualquer orçamento, é necessário muito planejamento. O set e as diárias de filmagem são caros, então lá não é lugar de tomar decisões que deveriam ter sido pensadas na pré-produção. Cada vez mais, cinema é eficiência.

Em termos de ferramentas para auxiliar nessa etapa, eles recomendaram o software gratuito CELTX, que atende muito bem às necessidades de formatação de roteiros para filmes, peças de teatro, comerciais, etc. Ele possibilita a organização do trabalho de produção, gerando relatórios de locações, objetos necessários para cada cena, calendário de gravações, ficha de personagens, entre outras funcionalidades.

Ok, mas e os efeitos especiais?

Continuar lendo

Série Mundo de Oz: o resgate do universo criado por Baum

Por Fernanda Sarate

Série Mundo de Oz traz livros de L. Frank Baum, até então inéditos no Brasil.

Sempre fui fã de O Mágico de Oz. Fico encantada com a construção magnifica que L. Frank Baum fez de todo um universo com códigos e características tão próprios. As personagens são cativantes, os diálogos, embora simples, contêm alguns jogos interessantes de se desvendar.

Assim, na 4ª Odisseia de Literatura Fantástica, que ocorreu neste ano em Porto Alegre, entre diversos atrativos, um dos momentos que mais gostei foi o bate-papo “O outro lado de Oz”, com os queridos Bruno Anselmi e Carol Chiovatto. A Carol é a tradutora da série Mundo de Oz, da editora Vermelho Marinho e o Bruno é co-editor de uma coleção interessantíssima dessa mesma editora que resgata grandes obras da literatura que, por algum motivo, ficaram esquecidas no tempo.

Você pode estar pensando: o que uma obra tão conhecida quanto O Mágico de Oz está fazendo nessa coleção de obras esquecidas? A verdade é que, apenas o primeiro livro da série criada por Baum é, fato, familiar do grande público.

serie_mundo_de_oz


Você sabia que Baum escreveu 14 livros sobre Oz?

Continuar lendo

Saiba como foi o bate-papo sobre Literatura Fantástica promovido pela Cameron e Editora LeYa

Por Fernanda Sarate

Enéias Tavares, Leonel Caldela e Marcelo Moreira falaram sobre literatura fantástica e sobre os seus projetos, com a mediação do Affonso Solano.

Estivemos presentes no bate-papo sobre literatura fantástica promovido pela Editora LeYa e Livraria Cameron. Apesar de ocorrer em uma noite de sexta-feira repleta de opções na cidade, o bacana foi que o local estava lotado!

Enéias Tavares, Leonel Caldela e Marcelo Moreira falaram sobre literatura fantástica e sobre os seus projetos, com a mediação do Affonso Solano.
Enéias Tavares, Leonel Caldela e Marcelo Moreira falaram sobre os seus projetos, com a mediação do Affonso Solano.

Continuar lendo

Um belo post para o lançamento do blog: livro “Bela Cozinha”

Por Fernanda Sarate

E o post de lançamento do Para ver e ler será sobre outro lançamento: o do livro Bela Cozinha – As Receitas, de Bela Gil, em Porto Alegre, realizado na livraria Saraiva do Shopping Iguatemi.

Lançamento do livro Bela Cozinha – As Receitas, de Bela Gil

Lançamento do livro Bela Cozinha – As Receitas, de Bela Gil (foto: André Vicente)

Para quem não sabe, Bela é uma chefe de cozinha formada em Culinária Natural e apresenta o programa Bela Cozinha, no canal GNT.

Continuar lendo